O musical A Cor Púrpura reestreia no Rio de Janeiro  

Foto divulgação

O espetáculo A Cor Púrpura reestreia, em 20 de janeiro, nos palcos cariocas, depois de uma  bem-sucedida temporada no Rio, em São Paulo e em Salvador.  Livro, peça teatral e filme, A cor púrpura é uma história passada na primeira metade do século XX, na zona rural do Sul dos Estados Unidos, com personagens típicos dessa região. 

Escrito há mais de 35 anos e vencedor dos Prêmios PulitzerGrammy e Tony, o espetáculo apresenta a trajetória e luta de Celie (Letícia Soares) contra as adversidades impostas pela vida a uma mulher negra, na Geórgia, no decorrer da primeira metade do século XX. A saga de Celie é permeada por questões sociais de extrema relevância até os dias atuais como a desigualdade, abuso de poder, racismo, machismo, sexismo e a violência contra a mulher.

São 17 atores em cena, 90 figurinos, um palco giratório de seis metros de diâmetro e uma escada curva com sistema de traveling em volta do cenário. A superprodução fica em cartaz até 13 de fevereiro, com sessões de sexta a domingo.

Alice Walker foi a primeira escritora negra a ganhar o Pulitzer pelo seu livro A Cor Púrpura, que continua contemporâneo ao retratar relações humanas, de amor, poder e ódio, em um mundo pontuado por estruturais diferenças econômicas, sociais, étnicas e de gênero. O livro A Cor Púrpura foi lançado em 1982.

Com direção de Steven Spielberg, a obra foi adaptada para o cinema em 1985, recebendo 11 indicações ao Oscar. A transposição para musical aconteceu em 2005, na Broadway. Em 2016, houve uma nova montagem, rendendo à produção 2 Tony e o Grammy de melhor álbum de teatro musical.

Nessa montagem a versão é do saudoso Artur Xexéo e a direção musical é de Tony Lucchesi. São 32 números musicais, contando com as vinhetas. “Tem uma parte do espetáculo que acontece na África. Para este momento, abri as vozes, trabalhei com polifonia, com outros sons, uma música por trás da cena”, revela Tony.

“Durante a pandemia tivemos a perda do nosso amigo e grande parceiro, Artur Xexéo. Então, a dor aumentou ainda mais. E, agora, na volta aos espetáculos, a saudade é muito grande. Dedicaremos essa temporada ao Xexéo, nosso querido irmão.” – ressalta o diretor, Tadeu Aguiar.

A Cor Púrpura – O Musical

Temporada: 20 de janeiro a 20 de fevereiro de 2022

Sexta: 20h; Sábado: 16h | 20h30    ; Domingo: 18h.

Teatro RiachueloRua do Passeio,38/40 – Centro – Rio de Janeiro.

Classificação: 12 anos. Duração: 180 minutos. Gênero: Musical

Vendas: www.sympla.com.br Ingressos: entre R$ 25,00 e R$ 170,00.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s