Mantiqueira Restaurant Week apresenta sabores da região até dezembro

O Restaurant Week, maior festival gastronômico da América Latina, apresenta em parceria com a Associação Cozinha da Mantiqueira, o evento Mantiqueira Restaurant Week até 17 de dezembro de 2022.

O chef de cozinha Anderson Oliveira, Presidente da Associação Cozinha da Mantiqueira, parceira do evento, que reúne os principais restaurantes da Serra, é um dos principais entusiastas dos produtores da região. “Truta, queijos, pinhão, tomate de árvore, café, azeites frescos, cogumelos, geleias, cervejas artesanais, vinhos, cachaças, são exemplos da riqueza do terroir da Mantiqueira, que são valorizados nas mãos dos chefs em preparos contemporâneos, mas com identidade regional”, explica.

Para o evento, os restaurantes participantes vão oferecer um menu especial, temático, de três etapas com entrada, principal e sobremesa, com harmonizações diferenciadas, para levar as pessoas a vivenciarem novas experiências em torno da mesa, em uma grande conexão com os sabores da região. Serão duas categorias de menus: Premium e Diamond e todos incluem entrada, prato principal e sobremesa. Os valores variam entre R$79,90 e R$139,00. 

A cada menu vendido um valor de R$ 2,00 (dois reais) serão destinados à Instituição Casa Rainha da Paz, em Campos do Jordão, que faz parte das Obras Sociais Nossa Senhora Achiropita, do bairro do Bexiga, em São Paulo.

Paella da Montanha do restaurante Dona Chica ( Campos do Jordão- SP)

Participam do evento os restaurantes:

– Em Campos do Jordão: Alto da Brasa (Parque da Cerveja), A.R.T BBQ, Bella Vista (Hotel Chris Park), Bam Bam Café, Cantina Nonna Mimi, Caras de Malte – Restaurante e Cervejaria, Don Macedo, Dona Chica, Elio Cucina, La Gália, Mercearia Campos, Quebra Noz, Penacchi (Hotel Toriba) Play Pub-Cervejaria Campos do Jordão, Vemaguet67 – Restaurante e Microcervejaria, Villa Gourmet e Villa Montese. – Em Santo Antonio do Pinhal: Donna Pinha. – Em São Bento de Sapucaí: Vinícola Villa Santa Maria.

Restaurante Dona Chica em Campos do Jordão destaca culinária da Mantiqueira

Restaurante Dona Chica fica no Horto Florestal ( SP)

O restaurante Dona Chica é uma verdadeira atração no Parque Estadual Campos do Jordão ( mais conhecido como Horto Florestal). A casa existe desde 2013 e é um ponto de encontro após passeios e trilhas pelo parque. Os visitantes são levados a uma experiência rica em sabores, conceitos sobre sustentabilidade e resgate da memória afetiva através da gastronomia.

O restaurante tem vários ambientes, muitos ao ar livre, junto à natureza é cercado por uma horta própria. Logo na entrada há um lounge composto por pallets, sofás, redes e almofadas espalhados sobre a grama, além de mesas internas e externas para refeição e uma brinquedoteca construída apenas com materiais sustentáveis. Aos fins de semana oferecem atividades infantis monitoradas e uma divertida contação de histórias com o personagem Dona Chica. O restaurante tem ainda um empório onde é possível comprar várias delícias da região como mel, geleias, doces e vinhos.

Da horta são colhidos vários ingredientes para receitas do cardápio, a exemplo as PANC´s – plantas alimentícias não convencionais – como o peixinho da horta, o tomate de árvore e a fruta maria pretinha.

O cardápio conta com opções de petiscos, entradas, pratos principais e sobremesas, tudo muito artesanal. Para começar uma boa pedida é o Pout-Pourri: um mix de todas as entradinhas especiais da casa. Em seguida peça o Ancho Bassi com feijão tropeiro e legumes grelhados. O prato serve muito bem a duas pessoas e harmoniza com a Cerveja Gard, cuja fábrica artesanal fica um pouco antes da entrada. Não deixe de finalizar a refeição com o Brigadeiro de Capim Santo ou o Brownie de Arroz Piaguí (arroz produzido em Pindamonhangaba) que acompanha um gostoso sorvete caseiro.

O chef e proprietário do Dona Chica, Anderson Oliveira, nasceu em Campos do Jordão. É formado em hotelaria pelo SENAC e fez gestão de negócios de serviços alimentícios e gestão empresarial na FGV. Para o chef, a ideia de ter um restaurante dentro de uma reserva ambiental é uma forma de educação, ativação da agricultura familiar e encadeamento produtivo. “O restaurante rejeita produtos industrializados e prestigia produtos da Mantiqueira visando fortalecer a economia local, com um cardápio cuidadosamente elaborado e focado na gastronomia de resgate”, conta Anderson.

O chef proporciona – mediante reserva – uma experiência diferenciada na casa: Chef na Floresta, quando faz ao vivo pratos especiais na parrilla e no fogão a lenha, para um número de pessoas previamente definido.

Dona Chica Restaurante – Parque Estadual Campos do Jordão – Horto Florestal. SP. É preciso ingressar no parque ( é cobrado ingresso e estacionamento) para chegar ao restaurante. Abertos todos os dias das 11h30 às 17h.

Mattherhorn restaurante em Campos do Jordão apresenta seleção de fondues

Matterhorn restaurante e empório na praça do Capivari em Campos do Jordão ( SP)

A experiência de um jantar com fondue e um bom vinho no Matterhorn restaurante e empório, em Campos do Jordão, é cheia de tradição e sabores típicos.

A casa é a mais antiga de Campos do Jordão – existe há mais de trinta anos – oferecendo a típica culinária suíça com fondues, raclettes e outras especialidades. O Matterhorn fica num chalé na praça do Capivari e o charmoso empório fica no térreo, e no segundo andar, o restaurante.

O jantar na casa é muito especial: fondue a luz de velas e com piano ao vivo. É possível escolher opções de fondue clássicas e especialidades da casa. Para harmonizar, a boa pedida é um bom vinho. A casa não tem carta de vinhos; o cliente busca diretamente no empório os rótulos que deseja.

Experimentamos o Fondue Chinoise, de filé mignon em lâminas para cozimento em caldo de carne com especiarias, funghi chileno e preparado na cerveja Baden Baden Cristal. É muito bem servido e acompanha barata sauté e oito molhos. Esse prato é destaque do Festival de Sabores e Cervejas da Mantiqueira que acontece na cidade.

Para finalizar, vale experimentar o fondue de chocolate, elaborado com um blend de Chocolate ao Leite e Amargo com Frutas da Estação, Biscoitos e Marshmallow.

Matterhorn Restaurante e empório – Rua Djalma Forjas, 93, loja 20, Vila Capivari, Campos do Jordão, SP.

Exposição As Aventuras de Alice apresenta mundo mágico inspirado na obra de Lewis Carroll

Exposição no Farol Santander ( SP). Foto: divulgação

Um livro, uma história nonsense e a presença no imaginário de crianças e adultos no mundo inteiro desde 1865. Essa é a data da primeira publicação de “As Aventuras de Alice no País das Maravilhas” , considerado um clássico. O livro apresenta a história da menina Alice que cai em uma toca de coelho e é transportada a um mundo maravilhoso, cheio de criaturas mágicas. A obra de Lewis Carroll – pseudônimo de Charles Lutwidge Dodgson (1832-1898)- é o tema da exposição em cartaz em São Paulo, no Farol Santander até o dia 25 de setembro.

A exposição “As Aventuras de Alice” começa no 24º andar do prédio icônico do centro da capital paulista, que já é referência em arte e resgate de parte da história da cidade. Com curadoria de Rodrigo Gontijo, a exposição reúne mais de 100 itens relacionados ao universo de Alice no País das Maravilhas, dispostos em uma área de 600m².

O primeiro ambiente da mostra apresenta a primeira edição do livro e dados da obra de ficção, além de informações do autor. Aos poucos, o real e o ficcional se misturam e levam o visitante para variadas experiências a partir do livro, no qual objetos e personagens “ganham vida”. São apresentados trechos da obra em animações que antecederam o cinema, criadas na Inglaterra do século XIX. 

Na segunda parte da mostra, no 23º andar do Farol Santander, se destacam pontos importantes de quatro capítulos do livro que se misturam com a história do cinema. Lá é possível acompanhar Alice por animações, stop-motion e filmes experimentais em instalações que incorporam fragmentos de 40 adaptações do livro para as telas.

Um dos ambientes mais instagramáveis da mostra é “Um Chá Maluco”, duas grandes instalações, uma com 20 TVs de tubo e outra com uma pilha de cadeiras, que contextualizam o encontro de Alice com o Chapeleiro Maluco e a Lebre.

A exposição pode ser visitada de terça-feira a domingo, das 9h às 20h. Os ingressos custam R$30 (com acesso a todo o centro cultural Farol Santander) e estão à venda neste site.

Le Blé Casa de Pães apresenta receitas artesanais

Le Blé – Higienópolis ( SP)

A padaria e confeitaria de inspiração francesa, Le Blé Casa de Pães, é uma ótima opção na capital paulista para quem busca um café da manhã completo, um brunch com itens diferenciados, pães de fermentação natural e receitas artesanais. A casa trabalha ainda com almoço e pizzas ( sempre após às 18h).

A marca conta com duas lojas, a mais nova no Jardim Paulista e a primeira em Higienópolis – a que conhecemos na Rua Pará, que conta com uma ampla e coberta varanda na entrada com espaço pet friendly e um salão interno com pé direito de seis metros – de onde é possível observar a padaria em ação.

O espaço é bem decorado, convidativo para aquele café demorado e papo com amigos, degustando pães, bolos, frios, chocolate quente dentre outras delícias. Os carros-chefes do cardápio são os pães de fermentação natural e as viennoiseries, sendo o croissant uma das opções mais pedidas. São mais de quinze variedades de pães, incluindo os tradicionais baguete, focaccia e ciabatta, além do sourdough, do batard integral e da deliciosa receita de curry com grãos.

Chamam atenção na Le Blé os produtos artesanais de fabricação própria e faz muito sucesso também a charcutaria, com uma variedade de embutidos feitos lá mesmo, sem adição de conservantes, disponíveis para levar para casa ou saborear na em tábuas e no recheio de sanduíches. Mortadela, bacon, presunto royale e um imperdível pastrami são algumas das opções.

A confeitaria também faz muito sucesso entre os clientes. De clássicos da pâtisserie francesa, como o éclair, a criações locais como as tarteletes de chocolate com caramelo salgado e de banoffee, não faltam motivos para degustar uma bela sobremesa – sim, a experiência já começa comendo com os olhos . Macarons de diversos sabores, torta brownie e pudins são outras doces sugestões da casa.

Em maio de 2021 a casa ganhou sua primeira filial. Batizada de Le Blé Petit, a segunda unidade fica na movimentada Rua Padre João Manuel, no Jardim Paulista. Sócios, Fabio e Martin Jirousek repetem nessa unidade a parceria de sucesso iniciada com o Sancho Bar y Tapas, que completa uma década em dezembro de 2021.

Le Blé Casa de Pães: Rua Pará 252, Higienópolis (Tel: 3663-4626) e Rua Padre João Manuel, 968, Cerqueira César (Tel: 2645-4456). Horário de funcionamento: das 7h às 22h.

Canopy by Hilton em São Paulo oferece hospedagem de charme e restaurante de cozinha autoral

Canopy São Paulo Jardins

Um hotel charmoso, diferenciado em todos os detalhes e muito bem localizado na capital paulista. O Canopy by Hilton São Paulo Jardins é um novo investimento da rede Hilton de hotéis na cidade, que celebra a estreia da marca lifestyle do grupo na América do Sul.

Além de reservado, por estar numa rua sem saída, o Canopy tem localização privilegiada a poucos minutos de ícones paulistanos como o Museu de Arte de São Paulo (MASP), o Parque do Ibirapuera ( a apenas 10 minutos de carro) e a Avenida Paulista ( a poucas quadras). Para quem viaja a trabalho facilita muito essa boa e central localização, e para o turista que vai a lazer é a escolha perfeita para estar perto de pontos importantes e ainda se sentir um morador.

O Canopy conta com 98 quartos, fitness center, dois espaços para reuniões, estacionamento e um lounge. Desenvolvidos pela arquiteta Maria Magalhães, os espaços comuns possuem design inspirado na cultura local, com grande incidência de luz natural, móveis exclusivos, obras de arte artesanais produzidas por uma comunidade amazônica. A decoração , sem dúvida, chama muita a atenção de hóspedes e visitantes. São destaques as obras de artistas como Speto, que cobre duas fachadas, Marcella Riani no mezanino e Nathalia Favaro no lobby. É ali também que ficam as poltronas paulistano, criada por Paulo Mendes da Rocha para o Clube Paulistano, e a cadeira girafa, assinada por Lina Bo Bardi. Junto com Oscar Niemeyer, criador do projeto da Oca, no Ibirapuera, estes três arquitetos formam o tripé que inspirou o projeto.

Numa ação inédita no mercado hoteleiro, o Canopy passou a oferecer ao hóspede participar de aula ao vivo de bike indoor. Através de uma parceria com o Grupo Velocity, principal rede de estúdios de bike indoor do Brasil, o hotel disponibiliza para seus hóspedes o lançamento da marca, a Bike Velocity, powered by Sweatify®. O equipamento inteligente foi desenvolvido para quem deseja pedalar com a orientação de um professor, mas no conforto do lar. Pela tela integrada à bicicleta indoor, o hóspede pode interagir com outros usuários e professores durante as aulas ao vivo, ou acessar um acervo de mais de 1.000 aulas gravadas, e ainda monitorar sua performance. Entre as funcionalidades da bicicleta está a tecnologia beatmatch, que permite indicar se o usuário está pedalando no ritmo em tempo real, além da possibilidade de integrar o perfil às plataformas de streaming de música, e capturar informações de potência, cadência, energia, velocidade e distância percorrida. Ao final da aula, a plataforma gera um relatório de performance que pode ser facilmente compartilhado nas redes sociais.

A Bike Velocity está instalada num quarto do hotel dedicado para a prática, mas o hóspede pode solicitar que ela seja colocada em sua suíte. A tarifa pelo uso custa R$ 80 por 1 hora de treino. Vale destacar que o hotel também disponibiliza bicicletas convencionais para seus hóspedes passearem pela região – este serviço é gratuito.

No quesito gastronomia, o Canopy conta com um restaurante e bar de cozinha autoral, o Stella – nome do prédio que deu lugar ao hotel. O ambiente do restaurante é descolado, tem personalidade e ali é servido o café da manhã, almoço e jantar, além do happy hour durante a semana, a feijoada aos sábados e brunch nos domingos.

O restaurante Stella, comandado pelo chef David Kasparian, traz um cardápio com pratos que exaltam a gastronomia paulistana de forma contemporânea e evoca as diversas culturas culinárias trazidas pelos imigrantes que formaram a capital paulista. O bar – no centro do salão – apresenta uma carta com releituras de coquetéis clássicos utilizando elementos dos biomas brasileiros.

O restaurante tem duas novidades na programação semanal. O Stella serve aos sábados a feijoada, sempre das 12h30 às 16h. Pelo valor de R$ 220,00 (para duas pessoas), o serviço leva à mesa o tradicional caldo de feijão-preto com carnes, acompanhado de arroz, couve, banana frita, farofa e torresmo. O pedido inclui também água, suco e refrigerante. Se desejar, é possível incluir também bebidas alcoólicas (cerveja e caipirinha) e o pedido sai a R$ 270 (para dois). Outra novidade recém-chegada por lá é o almoço executivo. De segunda a sexta, das 12h às 15h, prato principal e sobremesa saem por R$ 69,00. O cardápio muda mensalmente e traz sempre três opções para a etapa principal (incluindo uma vegetariana) e duas doces.

Como parte das iniciativas de sustentabilidade da marca, o Canopy São Paulo Jardins conta com o primeiro sistema de ar-condicionado a gás do Brasil e uma estação de filtro de água no corredor de casa andar (e garrafas de vidro em cada quarto) para reduzir o uso de plástico. Além disso, o hotel faz coleta de água da chuva, gera energia com painel solar e o gás aquecido do ar-condicionado é reaproveitado como ”cogeração” para aquecimento da água.  

Canopy by Hilton São Paulo Jardins – Rua Saint Hilaire, 40, Jardim Paulista. São Paulo – SP.

MEGA EXPOSIÇÃO INTERATIVA SOBRE O UNIVERSO CRIATIVO DE TIM BURTON

Exposição na Oca, no Parque Ibirapuera ( SP)

Quem não lembra de Edward Mãos de Tesoura e Noiva Cadáver?! Se você curtiu esse e outros filmes de Tim Burton, vai se encantar com uma exposição imperdível em São Paulo, que fica em cartaz até 14 de agosto. “A Beleza Sombria dos Monstros: 13 Anos da Arte de Tim Burton” , na Oca, no Parque Ibirapuera é uma experiência surpreendente para os fãs do pintor, ilustrador e cineasta.

A exposição ocupa dois andares da Oca, numa área de 2600m2. Tem ilustrações de Tim Burton, áreas com mostra de filmes e experiências interativas surpreendentes apresentadas em 13 capítulos. São 13 ambientes de visitação e a mostra foi criada em homenagem aos 13 anos de lançamento do livro A Arte de Tim Burton. A mega exposição cria uma releitura sensorial das 434 páginas que compõem a obra, que é repleta de ilustrações do acervo pessoal do artista e de conceitos visuais de diversos filmes.

“É a mais abrangente antologia da obra do cineasta nos últimos quarenta anos”, ressalta Jenny He, curadora da exposição. “A medida em que o público adentra as imersivas e interativas experiências presentes nas diferentes galerias da exposição, a ilimitada criatividade e prolífica produção artística de Tim Burton se revelam intimamente”, destaca ela.

“Cada capítulo do livro aborda uma dimensão da imaginação artística na obra do Tim Burton. Um deles, por exemplo, investiga esse gosto que ele tem pelos bichos e como ele os desnaturaliza para criar aquelas figuras; outro trata dos palhaços e dos ventríloquos, e assim por diante. O livro é um objeto tridimensional, mas a gente o vê sempre da esquerda para a direita, vai passando as páginas, há uma certa limitação… O que fizemos nesta exposição foi ‘explodir’ isso no espaço”, conta Leo Rea Lé, responsável pela concepção e direção geral do projeto, ao lado de Naum Simão.

A Beleza Sombria dos Monstros apresenta temáticas, expografia, cenografia e tecnologias distintas, visando uma imersão profunda não somente na obra de Tim Burton, mas também em seu imaginário poético. Para criar a atmosfera desejada, foram utilizados recursos audiovisuais diversos, passando por projeções em tecido, teatro de sombras, anamorfose, espelho mágico, realidade virtual (VR), cinema 3D, entre outros.

Com mais de 50 anos de carreira, 23 premiações e 70 nomeações no currículo, dentre as quais duas indicações ao Oscar, Tim Burton tornou-se particularmente conhecido por sua estética peculiar. O diretor de Edward Mãos de Tesoura, Alice no País das Maravilhas, A Noiva-Cadáver, Dumbo e A Fantástica Fábrica de Chocolate explora universos fantásticos,

Exposição A Beleza Sombria dos Monstros: 13 anos de A Arte de Tim Burton. Até 14 de agosto de 2022. Horários: De terça a domingo, das 9h às 21h. Capacidade: 750 pessoas simultaneamente. Duração: Em média, a visita dura 1h30. Local: Oca do Parque Ibirapuera. Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, S/n – Portão 3 – Vila Mariana, São Paulo. Classificação etária: Livre.

A CASA DO PORCO FICA ENTRE OS 10 MELHORES DO MUNDO NA EDIÇÃO DE 20 ANOS DO THE WORLD’S 50 BEST RESTAURANTS

Foto divulgação ( Documennta)

Em edição comemorativa de 20 anos, o The World’s 50 Best Restaurants anunciou em julho os 50 melhores restaurantes do mundo em 2022. A Casa do Porco, casa icônica dos chefs Janaína e Jefferson Rueda em São Paulo, aparece em sétimo lugar.

O restaurante de alta gastronomia caipira subiu dez posições em relação ao último ranking, chegando ao TOP 10 da premiação. A classificação foi anunciada em cerimônia presencial realizada em Londres, no Old Billingsgate. Lá Janaína e Jefferson celebraram a colocação e a presença crescente de restaurantes brasileiros na lista. “É sempre uma honra estar nesta lista ao lado de grandes chefs do mundo. E este ano estamos ainda mais contentes por ter a companhia do chef Alberto Landgraf celebrando com a gente a gastronomia brasileira entre as melhores do planeta, com a chegada do Oteque ao grupo dos 50 Best. Já somos seis entre os 100 melhores – com Dom, Lasai, Maní e o Evvai, do Luís Filipe Souza, que também entrou agora em 2022 – e esperamos que a cada ano tenhamos mais e mais brasileiros nessa festa, mostrando a qualidade da nossa cozinha”, afirmou o chef Jefferson Rueda. 

A chef Janaína Rueda comenta sua emoção com esse reconhecimento: “entendo que a nossa missão enquanto cozinheiros é educar sobre a nossa cultura e a nossa história por meio da comida, e estar nessa lista é ter a cozinha popular brasileira e o que chamamos de ‘alta gastronomia caipira’ reconhecidas no mundo! Esperamos que a representatividade do Brasil no 50 Best siga se multiplicando, para que cada vez mais gente possa ser tocada pela diversidade dos nossos ingredientes, temperos e técnicas”.

O primeiro lugar do The World’s 50 Best Restaurants 2022 ficou com o dinamarquês Geranium, do chef Rasmus Kofoed.

Mais de mil especialistas anônimos do setor de restauração e da indústria de hospitalidade – com equilíbrio de gênero entre os votantes e cobertura de 27 regiões em todo o planeta – compõem o painel de votação que resulta na lista dos melhores restaurantes do mundo. Restaurateurs, escritores, críticos e bem viajados amantes da gastronomia votaram em 10 restaurantes cada, com a opção de escolher locais em sua região de origem ou além, dependendo de sua capacidade de viajar nos últimos 18 meses.

Foglia Forneria abre em São Paulo e reúne talentos de duas gerações

Foglia Forneria na Vila Nova Conceição, São Paulo

O Foglia Forneria Artigianale foi inaugurado há pouco mais de um mês no bairro da Vila Nova Conceição, em São Paulo, e conta com consultoria dos chefs Franco Ravioli (ex-Pizza Bros) e seu filho Lorenzo (vencedor do Masterchef Júnior 2015). A casa vem conquistando o público com um menu assinado pela dupla, recriando as receitas das nonas e mamas italianas.

Um almoço no Foglia começa com saladinhas do chef, que você pode escolher num buffet muito seleto. Para os pratos principais, massas frescas e risotos são carro chefe. São destaque no menu: a Pasta al Forno na Panelinha – mezze maniche al ragù, creme e parmesão gratinado; o Fettuccine al Limone e Gamberetti – ao creme de limão, parmesão, camarões e polvere de prosciutto crudo;Mezze Maniche alla Vodka – massa ao pomodoro, pancetta, vodka e parmesão; e os risotos também fazem sucesso. Adorei o Risotto alle Verdure – arroz arbóreo, brie, parmesão, abobrinha, aspargos verdes, rúcula e fios de parma. Para acompanhar o fileto de mignon é uma boa dica.

E para o gran finale, o Tiramisù, tradicional sobremesa italiana feita com café, creme de mascarpone, biscoito champagne e cacau, é uma boa pedida, assim como o tradicional cannolli com pistache. Tudo bem acompanhado por um café expresso italiano.

À noite fazem sucesso as pizzas com receita tradicional italiana. Entre as 17 opções do Foglia Forneria faz sucesso a pizza Sophia Loren, que leva mortadela, em homenagem à atriz italiana. Para completar a experiência, o restaurante tem uma ampla carta de vinhos e uma linda adega envidraçada no mezanino, com rótulos selecionados de diversos países.

Foglia Forneria – Rua Domingos Fernandes, 548. Vila Nova Conceição, São Paulo.